Bauru
 
diminuir fonteaumentar fonte English version Chinese version
 
   
 
Faculdade de Engenharia de Bauru
  imprimir imprimir corrigir corrigir
Pós-graduação > Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil e Ambiental

Regras de Credenciamento

1. Documentos necessários para (re)credenciamento

Cada solicitação de (re)credenciamento deverá ser instruída com:
- Carta circunstanciada do interessado solicitando o (re)credenciamento (ANEXO 1).
- Currículo Lattes.
- Plano de Pesquisa Simplificado do interessado, descrevendo suas linhas de atuação.
- Plano de pesquisa do aluno, no caso de credenciamento específico, em substituição ao plano de pesquisa do docente.
- Quadro que apresente resumo quantitativo da produção do docente o qual deverá incluir o número artigos publicados, o número de orientados, a captação de recursos e os projetos de pesquisa com financiamento em andamento (ANEXO 2).
- No caso de proposta de co-orientação, que pode ser feita por um profissional com o título de doutor, o orientador deverá apresentar uma justificativa detalhada, com anuência do aluno, o projeto de pesquisa do aluno, o Currículo Lattes do co-orientador e a concordância deste, até o 12º mês do início do aluno no programa de mestrado para aprovação do Conselho.
- Manifestação do departamento quanto ao credenciamento do docente no programa.

2. Exigências mínimas para credenciamento como professor de disciplina e orientador

Credenciamento inicial

A solicitação de credenciamento inicial poderá ser feita a qualquer momento pelo interessado e este deverá:
- atuar em uma das linhas de pesquisa existente no Programa.
- ter condições de oferecer uma disciplina já existente no Programa ou então sugerida pelo Conselho.
- ter orientado pelo menos 2 alunos de iniciação científica com bolsa de órgão de fomento ou ter projeto de pesquisa financiado por órgão de fomento externo a Unesp ou de empresas, em vigência.
- ter produção científica nos últimos 3 anos que resulte em um número de pontos, conforme critérios estabelecidos pela PROPG/UNESP, para programa conceito 3 (três) – ANEXO 3.

Recredenciamento

O recredenciamento será reavaliado ao final de cada quadriênio de avaliação da CAPES. Para recredenciamento o docente deverá:
- ter orientado pelo menos 2 alunos de Mestrado no quadriênio anterior.
- ter publicado regularmente em anais de congressos.
- ter produção científica nos últimos 3 anos que resulte em um número de pontos, conforme critérios estabelecidos pela PROPG/UNESP, para programa conceito 3 (três) – ANEXO 3
- ter ministrado no mínimo de 8 (oito) créditos de disciplinas de Pós-Graduação, nesse período, com responsabilidade em pelo menos uma disciplina.

3. Avaliação dos documentos e análise de (re)credenciamento

Para cada solicitação de (re)credenciamento, o Conselho do Programa de Pós-Graduação designará um relator ad hoc, externo ou não ao Programa, para emitir parecer circunstanciado sobre os documentos apresentados, sendo que, na análise qualitativa do Currículo Lattes, deverão ser destacados:

a) experiência em pesquisa;
b) produção científica (não considerar resumos ou artigos de iniciação científica), artística ou tecnológica;
c) experiência em orientação (iniciação científica, mestrado e doutorado);
d) coordenação e participação em projetos de pesquisa financiados;
e) Participação do interessado em Programas de Pós-Graduação.
f) Número de alunos por ele titulados no período, número de alunos egressos no período sem titulação (evasão) e existência de produção científica, artística e tecnológica derivadas das dissertações por ele orientadas.

Como relator considera-se o pesquisador da mesma área do conhecimento, que atue preferencialmente como orientador em programa de pós-graduação e que, no seu relacionamento atual ou anterior com o interessado, não haja qualquer circunstância que prejudique a isenção necessária ao julgamento.